Água no óleo diesel: prejuízo em bicos e bombas de injeção.

Água no óleo diesel é sinônimo de prejuízo certo, ainda mais falando de bicos e bombas de injeção.

Considerada fonte de vida e algo essencial para a sobrevivência dos seres humanos, a água está entre os principais vilões quando se trata da vida útil e do funcionamento correto de motores e de máquinas que dependem do óleo diesel.

Veja uma vídeo sobre água no óleo diesel produzido por nossos parceiros da ALS Brasil:

Água no Óleo

Isso porque a água no óleo diesel é responsável pela criação de bactérias e fungos, as quais pouco a pouco provocam a corrosão e entupimento de bicos, bombas e de motores a injeção, por exemplo. Como usam o próprio diesel como fonte de alimento, as bactérias e fungos se multiplicam como o passar do tempo, criando uma grande camada de contaminação, conhecida como borra. A borra, por sua vez, se acumula no fundo dos tanques de veículos e de máquinas.

Problemas causados pela água no óleo diesel

Quando não ocorre um processo constante de manutenção, a presença de água no óleo diesel acaba se tornando um sinônimo de prejuízo, muitas vezes, bem sérios e caros. Entre outros problemas mais comuns se destacam:

– Oxidação de bicos, bombas e motores de injeção;
– Necessidade de  troca constante de filtros por causa da saturação;
– Deterioração do óleo;
– Falhas de motores e de máquinas;
– Faz com que a máquinas ou veículos fiquem paradas, o que gera a perda de dinheiro;
– Redução da vida útil dos equipamentos;
– Aumento do consumo.
Veja aqui as consequências da água presente em óleo lubrificante

 

Como saber se há água no óleo diesel?

Antes de tudo, cabe destacar que é impossível evitar a presença de água no óleo diesel. De maneira geral ela pode ocorrer nas seguinte situações:

Condensação: isso costuma ocorrer através do ar que entra no tanque. As variações de temperatura fazem que com que ocorra a condensação da água.

Abastecimento: em algumas ocasiões, a água pode estar presente também no combustível, principalmente quando de baixa qualidade ou por problemas nas condições de armazenamento.

Limpeza: a limpeza inadequada de tanques e reservatório abre caminho para a presença de água no óleo diesel.

Para saber se há a presença de água no óleo diesel, o ideal é fazer uma análise de óleo. Com a análise, é possível identificar se há água e a quantidade em ppm. Saiba mais sobre análise aqui.

água no óleo

As consequências da contaminação pela água

Uma vez em contato com a água, o óleo lubrificante fica sujeito a diversos processos que colocam em xeque as condições do motor. Confira alguns deles:

  • Desgaste das partes: A contaminação do óleo lubrificante pela água faz com que ele perca suas propriedades lubrificantes e, por conseguinte, tenha o desempenho prejudicado. Sem a proteção antes oferecida pelo óleo, o atrito entre as peças e o decorrente desgaste aumentam.
  • Oxidação e corrosão: Quando em contato com o ar, o vapor d’água ou a água, os componentes metais podem sofrer um processo de oxidação. Um dos possíveis resultados disso é a corrosão das superfícies, que tem efeito direto sobre o tempo de vida útil das peças.
  • Formação de espuma: A presença de água no óleo lubrificante pode levar ao surgimento da espuma. Por ser um isolante térmico, a espuma dificulta o controle de temperatura do óleo e pode até mesmo vazar através dos respiradouros e das varetas de nível. Além de contribuir para com o desgaste e a oxidação das peças, a espuma pode  provocar a cavitação.
  • Cavitação: Caso haja queda de pressão no interior do motor, o óleo lubrificante fica sujeito à formação de bolhas de vapor em seu corpo. Conhecido como cavitação, tal fenômeno interfere também nas propriedades lubrificantes do óleo, o que desencadeia complicações como o desgaste e a corrosão, já abordadas neste post.
É possível controlar a presença de água no óleo diesel?

A resposta é sim. Existem diversos caminhos que, somados, garantem a qualidade do diesel e impedem o prejuízo em bicos, bombas e motores de injeção. O primeiro passo é garantir a avaliação constante o monitoramento do diesel.

Além disso, filtros separadores de água são altamente recomendados por profissionais especializados. Os filtros podem ser instalados nos veículos ou máquinas, ou ainda nos tanques de abastecimento.

Outra maneira de evitar a água no diesel é por meio da microfiltragem, um dos processos mais eficientes e que apresenta ótimos resultados. A microfiltragem ainda separa os resíduos sólidos presentes no óleo, o que melhora o desempenho do motor e estende a sua vida útil.

Aprenda mais sobre controle de contaminação de água no óleo diesel, fale com um especialista em Filtragem e Microfiltragem de combustíveis.

Faça uma consultoria gratuita!

fale conosco

Rolar para cima
× Como podemos ajudar? Available from 08:00 to 18:00 Available on SundayMondayTuesdayWednesdayThursdayFridaySaturday