Análise de óleo na manutenção preditiva

Utilizar a análise de óleo na manutenção preditiva certamente lhe trará benefícios.

Como já diz aquele ditado popular: “é melhor prevenir do que remediar”. Pois o mesmo ditado se aplica aos cuidados necessários com equipamentos, sejam eles das áreas industrial, do transporte, da agricultura, ou da construção civil, por exemplo.

Desse modo, a análise do óleo tem papel fundamental na manutenção preditiva dos equipamentos. Isso porque, além de evitar perdas, ainda garante o perfeito desempenho e o aumento da produtividade.

MANUTENÇÃO PREDITIVA

Podemos notar falhas mecânicas de diversas maneiras, seja na vibração do volante ou dos pedais, por exemplo, no tempo que leva para o braço da retroescavadeira fazer o movimento de subir, descer, pegar, soltar. Tudo isso implica na saúde do maquinário, bem como dos fluidos que percorrem em seus mecanismos.

A manutenção preditiva é uma técnica baseada no estado do equipamento. Faz o acompanhamento periódico das máquinas, baseando-se na análise de dados coletados por meio de monitoramento ou inspeção em campo.

Atua como monitoramento dos maquinários com a intenção de prevenir paradas e acidentes decorrentes de danos e falhas. Desse modo, a manutenção preditiva possibilita que algo seja feito antes que os defeitos se agravem, evitando prejuízos maiores para os gestores.

ebook-manutencao preditiva-maquinarios

Exemplos de manutenção preditiva:
    1. Análises dos óleos dos maquinários;
    2. Microfiltragem dos óleos;
    3. Análises das peças dos maquinários.
Veja aqui: manutenção preditiva – 3 formas de aplicar
Óleos que precisam de atenção:
1 – Óleo de motor;
2 – Óleo hidráulico;
3 – Óleo de diferencial;
4 – Óleo de transmissão;
5 – Liquido de Arrefecimento;
6 – Graxa;
7 – Diesel;
8 – Engrenagem
9 – Óleos isolantes

Análise de óleo na manutenção preditiva

Mas, como a análise de óleo é importante na manutenção preventiva? Simples. Profissionais da área explicam que o processo ajuda a detectar a contaminação do óleo por partículas, ou por água, por exemplo.

  • Água: a presença de água é bastante comum em óleo. Normalmente causa a corrosão acelerada de superfícies, o desgaste de peças, entre outros;
  • Partículas: são fruto do próprio processo de produção externa, como transformação de metais, de madeiras, mineiras, entre outros. Ainda ocorre de forma interna, com o desgaste natural de peças.

Há diversas maneiras de se aplicar a manutenção preditiva. Irá depender do tipo de máquina, maquinário, equipamento ou qualquer motor que precise fazer a manutenção.

Aqui na POC Filtros indicamos a Análise visual, a Análise de óleo e a Microfiltragem de óleo, como maneiras de aplicar a manutenção preditiva.

Análise de óleo

A análise de óleo é uma das técnicas de monitoramento mais utilizadas no mundo, segundo a ALS. É uma das mais importantes ferramentas da manutenção preditiva e permite realizar avaliações laboratoriais rápidas e precisas sobre os fluidos utilizado nos equipamentos.

análise de óleo

Com a análise de óleo, torna-se possível detectar tanto os desgastes das peças móveis dos equipamentos quanto a presença de substâncias contaminantes já que os equipamentos atuais estão mais sujeitos à contaminação do óleo, exigindo-se maior necessidade de limpeza nos sistemas de fluido ao longo da sua vida útil.

Dentro da análise de óleo há também o monitoramento do desgaste de peças e equipamentos, ou seja, além de saber a qualidade dos óleos e fluidos, você consegue detectar a saúde das peças e conexões dos seus maquinários.

Após receber os resultados da análise enviada ao laboratório, você tem informações de quais peças estão desgastadas e que estão contaminando o óleo, como também as peças que precisam de troca para evitar quebras, danos ou paradas desnecessárias.

Como funciona a análise de óleo?

Investir na manutenção preditiva é importante para garantir a qualidade do óleo e, por consequência, aumentar a vida útil dos equipamentos. A melhor maneira de realizar isso é através da análise de óleo.

A análise de óleo é realizada após a coleta de uma amostragem da máquina, a qual é levada para análise em laboratório. É importante salientar que podem ocorrer diversas análises, pois diferentes amostras podem ser coletadas de diversas partes do equipamento.

Quando realizar a manutenção preditiva?

É realizada sem a necessidade de haver problemas evidentes, serve para prevenção. Pode-se avaliar o estado atual da vida útil de peças, fluidos e maquinários, assim, podendo fazer a correção antes que falhas tornem-se problemas para a operação.

A manutenção preditiva atua para tardar a preventiva e evitar a corretiva.

Como a contaminação do óleo prejudica o equipamento?

A contaminação do óleo prejudica o equipamento. Em alguns casos, pode até mesmo ser responsável por perdas graves, as quais acarretam grandes prejuízos financeiros. No dia a dia, o óleo fora dos padrões ideais pode gerar consequências como:

  • Saturação constante de filtros;
  • Desgaste de peças;
  • Aumento do consumo;
  • Perda de produtividade;
  • Falta de máquinas e motores;
  • Baixo desempenho;
  • Oxidação de bicos, bombas e motores de injeção;

Além disso, o óleo contaminado por ser o responsável por deixar máquinas e equipamentos fora de funcionamento, o que significa perdas diárias consideráveis. Desse modo, investir na análise de óleo é fundamental para a manutenção preditiva.

Vídeo – Como a analise de óleo pode prevenir problemas
Os resultados da análise de óleo

Cada amostra possui um relatório individual e a análise de óleo aponta para a possível presença e a quantidade de elementos contaminantes. Através disso se pode saber se a situação foge dos padrões considerados normais.

A análise de óleo é fundamental para a manutenção preditiva, pois possibilita a identificação de problemas e a consequente ação para evitar falhas graves. Com isso, evita gastos desnecessários e acima do esperado.

Setores que podem se beneficiar das técnicas de análise de óleo:
Agrícola
Aero geradores
Florestal e Papel Celulose
Mineração e Siderurgia
Transportes Rodoviários
Transportes Ferroviários
Transporte Marítimo
Aviação
Construção
Geração e Distribuição de Energia
Oil & Gás
Prestadores de Serviços
Automóveis
Guindastes
Intermodais
Isolantes
Geradores
Industrial

O que você pode fazer além da análise de óleo

Após receber os resultados da análise enviada ao laboratório, você tem informações de quais peças estão desgastadas e que estão contaminando o óleo, como também as peças que precisam de troca para evitar quebras, danos ou paradas desnecessárias. Mas como se livrar da contaminação indicada no meu óleo pela análise?

Além da analise de óleo, recomendamos a utilização de técnicas de microfiltragem para garantir a qualidade e a pureza dos fluidos. O processo é extremamente eficiente, sendo capaz de eliminar micropartículas sólidas que contaminam o óleo, assim como é eficaz na remoção do excesso de água.

Microfiltragem de óleo

microfiltragem se baseia, com auxílio de elementos filtrantes, na retenção da contaminação presente em fluidos. Através desse processo, o óleo passa por um conjunto de elementos filtrantes de profundidade que eliminam grande parte das partículas de contaminação.

Importante lembrar que o processo deve ser feito inclusive em óleos novos pois, em sua grande maioria, podem vir contaminados de fábrica. A microfiltragem é o processo capaz de conter as partículas que não são eliminadas pela filtragem tradicional, que normalmente retém somente resíduos grandes e médios. A tecnologia elimina resíduos sólidos com poros entre 0,1 a 10 micrômetros, separando as partículas que contaminam o óleo. Ou seja, as partículas finas e ultrafinas.

 

Quer saber mais sobre o papel da análise de óleo na manutenção preditiva ou sobre a microfiltragem? Então entre em contato com profissionais da POC Filtros, que estão sempre à disposição para auxiliar na busca das melhores soluções para o seu equipamento.

poc filtros contato

Rolar para cima
× Como podemos ajudar? Available from 08:00 to 18:00 Available on SundayMondayTuesdayWednesdayThursdayFridaySaturday