VÍDEO – Óleo Novo Tem Contaminação?

Para responder a esta questão realizamos um estudo de caso em vídeo.

Assista também nosso vídeo sobre como estender a vida útil ou reutilizar óleo usado!

Veja mais sobre contaminação de óleo novo

Uma questão certa e defendida por profissionais da área: para manter um equipamento funcionando no auge de sua capacidade, para reduzir custos de manutenção, e para evitar falhas inesperadas, é preciso que o óleo esteja limpo. Ou seja, sem qualquer tipo de contaminação sólida ou líquida (água);

Desse modo, diante de diversas dúvidas do dia a dia, uma nos chama mais atenção: o óleo novo tem contaminação?

Se você assistiu ao vídeo acima já sabe a resposta, caso ainda não viu recomendamos que assista.

De que forma o óleo novo tem contaminação 

Alguns processos podem prejudicar a pureza do óleo novo, fazendo com que ele chegue aos equipamentos contaminado. Veja alguns exemplos:

  • Fonte: em algumas situações, o petróleo que dá origem ao óleo pode ser contaminado ao sair da refinaria. Ainda durante o processo de envasamento;
  • Transporte: o processo de transporte nem sempre é realizado de maneira adequada, o que pode gerar danos aos tambores. A consequência é a contaminação do óleo novo;
  • Armazenamento: na maioria das vezes, os tambores de óleo são manuseados sem os cuidados necessários, o que gera danos em cilindros e perfurações. Além disso, em alguns casos, os tambores não são colocados em locais secos e higienizados. A falta de cuidados tende a gerar corrosão nos metais, o que oferece sérios riscos de contaminação do óleo novo. Ainda causa danos às costuras do metal dos tambores, deixando o óleo exposto;
  • Transferência: o óleo novo pode sofrer contaminação quando transferido das embalagens originais a contentores intermediários;

Dica de ouro: Análise de óleo microfiltragem do óleo novo

Sabe o que é melhor do que remediar? Prevenir. A melhor maneira de garantir que o óleo novo esteja livre de contaminação é realizar procedimentos de análise e micro filtragem do óleo, antes de que ele entre em operação. Isso garante a remoção de qualquer tipo de partículas, assim como de água.

A análise de óleo e a microfiltragem asseguram a pureza do óleo, o que evita problemas de desempenho, de consumo exagerado, ou ainda de danos aos equipamentos.

É preciso destacar também que até mesmo quando todo o processo ocorre de maneira correta, o óleo novo ainda pode sofrer contágio. Isso ocorre ao entrar em contato com o óleo residual nos equipamentos, o qual permanece mesmo quando ocorre a troca total.

 

Como ocorre a análise de óleo?

Investir na manutenção preditiva é importante para garantir a qualidade do óleo e, por consequência, aumentar a vida útil dos equipamentos. A melhor maneira de realizar isso é através da análise do óleo.

análise do óleo é realizada após a coleta de uma amostragem da máquina, a qual é levada para análise em laboratório. É importante salientar que podem ocorrer diversas análises, pois diferentes amostras podem ser coletadas de diversas partes do equipamento.

Entenda a microfiltragem de óleo

A micro filtragem realiza a separação de partículas presentes em fluidos, óleos e emulsões em que os elementos filtrantes apresentem poros de 0,1 a 10 micrômetros. A tecnologia permite que substâncias maiores que os poros sejam removidas do fluido circulante.

Os óleos diesel, lubrificante e hidráulico passam por um conjunto de filtros. O processo micro filtragem elimina as partículas de contaminação (água e micropartículas), evitando desgastes e danos ao equipamento causados pelo óleo.

Fale com profissionais especializados em microfiltragem

Quer saber mais sobre as vantagens da análise de óleo na manutenção preventiva ou sobre a micro filtragem?

Então entre em contato com profissionais da POC Filtros, que estão sempre à disposição para auxiliar na busca das melhores soluções para o seu equipamento.

 

 

Rolar para cima
× Como podemos ajudar? Available from 08:00 to 18:00 Available on SundayMondayTuesdayWednesdayThursdayFridaySaturday